Seja um(a) filiado(a) do Sinpro Goiás! Juntos podemos mais!

SINPRO GOIÁS vai ao MPT negociar com patrões do ensino superior

Nesta sexta-feira (07/06), o Ministério Público do Trabalho determinou audiência de conciliação entre o Sinpro Goiás e os sindicatos filiados à FitraeBC com os patrões do Ensino Superior filiados ao Semesg.

Diante da negativa do Semesg às exigências da categoria, o Sindicato dos Professores do Estado de Goiás se colocou contrário à proposta da entidade patronal que objetiva diminuir os direitos da categoria e fragilizar as relações de trabalho.

Em ofício encaminhado ao Sinpro, o Semesg apresentou uma contraproposta que desrespeita todo o processo negocial, iniciado no final de 2018. Veja abaixo:

  • Reajuste zero para os salários em 2019;
  • A fixação do tempo de duração de aula em 60 minutos; o que importa um acréscimo de 10 minutos, haja vista que legalmente estabelecido é de 50 minutos sem qualquer acréscimo salarial.
  • Limitar o direito a bolsas de estudos a 50% do valor da mensalidade; hoje, de 80%.
  • Negativa às reivindicações da obrigatoriedade de homologação de rescisão de contrato de trabalho, pelo Sinpro, e de inclusão de cláusula que regulamente o desconto em folha de pagamento, da contribuição associativa;

Veja abaixo a fala do presidente do Sinpro Goiás, o professor Railton Nascimento, sobre o processo.